22 mai 2007

Praias


Quando era puto, gostava muito de ir à praia. Hoje nem ponho lá os pés no verão. Certas vezes porém, sempre vou até à Costa Vicentina: não há gente aos montes, só alguns alemães ou italianos que gostam do sossego e do mar bravo.
É verdade que o turismo é a galinha dos ovos de ouro do Algarve, mas também contribuí para lixar a região, na sua orla marítima. Por outro lado, o interior e os seus habitantes foram esquecidos. Nada aproveitaram deste maná financeiro.
De qualquer forma, já lá vão 15 anos, já dizia com uns amigos que o Algarve seria o parque de lazer da Europa. Isto é, uma fonte de rendimentos única, como nos países subdesenvolvidos, que nos deixa dependentes do único turismo e das práticas económicas ultra-liberáis.

Mas no inverno, com poucos "camones" à vista, sabe tão bem ir à praia de Faro!